sábado, 8 de junho de 2013

Delta de Vênus - Anaïs Nin

Esse livro é de Literatura Erótica, se não gostar pare aqui!
A pedido de um misterioso cliente, Nim escreveu o que seria um dos livros de erótica mais conhecidos, e na época, polêmicos. Na verdade esse volume foi desenvolvido em conjunto com alguns outros escritores, como Henry Miller, o que proporcionou uma grande “diversidade” de contos e nas ideias apresentadas neles.
Por seu um livro de contos, e por eles presumivelmente não serem ligados uns aos outros, eu me surpreendi conseguindo desenvolver uma linha de raciocínio e de tempo ao ler “Delta”, e achei muito interessante o fato de que apesar de serem independentes uma estória consegue “conversar” com a outra. É possível seguir a linha de organização dada no livro, ou ir “escalonando” a leitura selecionando assim os contos mais interessantes para o momento em que o leitor se encontra.
É muito engraçado observar a aceitação de “Delta de Vênus”, ou a sua não aceitação, o fato é que esse é um livro de erótica, portanto ele possui muito sexo – óbvio – mas também fala do inicio da independência da mulher, do pessimismo da época – uma parte dos contos se passa em um mundo tenso com a Segunda Guerra Mundial – e entre outras coisas é possível observar um conflito interno – no animo da população – do antigo com o novo, dos terrores da guerra com uma época de paz e prosperidade, acho que na realidade esse foi um tempo de confusão e medo.
Eu não vou dizer que Nim, escreveu sobre sexo como se fosse uma coisa sem ou com amor, ou que algumas estórias são muito diferentes dos padrões, ou seja lá o que isso signifique, esse volume trata de desejos, experiências, fantasias, se você tiver medo ou preconceito por elas,  ou se você se sentir tentado a criticar Nim por causa de seus contos, lembre-se que a internet esta cheia de tudo isso, e de coisas ainda menos "convencionais".