quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O Pequeno Livro do Rock

    Vamos falar de música?! O melhor de um estilo musical que influenciou gerações!!!! Já sabe que estilo é? Isso, vamos falar do bom e velho ROCK AND ROLL!!!! A resenha hoje é sobre “O pequeno livro do Rock”,escrito pelo francês HervéBourhis, em pesquisa rápida descobri que ele é desenhista e ilustrador.
    O livro é basicamente uma HQ, na forma de recortes e não de forma linear, sobre a história do rock, nele o autor reuniu os principais momentos do rock e acontecimentos que influenciaram ou influenciariam o estilo, por exemplo cita o nascimento do rei Elvis Presley, primeiro show dos Beatles, morte de artistas importantes (ou que se tornaram importantes pós-morte, depende do ponto de vista), assim como artistas que forma importantes para a música em si, tais como Michael Jackson e Amy Whinehouse (como ainda eram vivos, sua morte e importância pós-morte não são citadas. Minha edição é de 2010, logo não sei se há alguma atualização em outra reedição).
    A história é contada por ano, desde a origem, que ele define como um período entre 1915 e 1950, depois disso é como se o Rock passasse efetivamente a existir e a história vai até o ano de 2009, especificamente até o dia 15 de junho. O autor colocou algumas “batalhas” entre bandas, onde elas são comparadas e uma sai vencedora, uma seleção de singles desde a década de 1950 até 2009(15 de junho) e alguns TOP 5 e uma cartinha bem humorada da editora endereçada ao autor.
    Se você nunca leu nada sobre a história do rock “O pequeno livro do Rock” pode ser um bom começo para se ter uma ideia de quanta coisa aconteceu desde o surgimento até hoje, a história é contada de forma bem resumida (não há detalhes sobre qualquer coisa), já você que conhece vai servir como um bom passatempo (o autor escreve como se estivesse conversando com o leitor, citando fatos e dando opiniões).
    Um ponto importante é que o livro conta a história do rock sob o ponto de vista de um francês que vive na França, ou seja, o livro foca a parte europeia/francesa do rock, então você vai sentir falta de algumas bandas bastante conhecidas por aqui e vai descobrir outras nem tão conhecidas assim, pois são europeias/francesas, por exemplo Mano Negra, antiga banda do Manu Chao. (Logo, você vai sentir falta de algumas bandas, digo isso porque senti falta quando li, sabe aquela sensação de que está faltando algo? Pois é, eu senti, ai vi que era a tradução de um livro francês e entendi o porque da falta de algumas bandas). Em resumo... É uma leitura legal de se fazer!!