domingo, 29 de junho de 2014

Os Últimos Dias de Krypton – Kevin J. Anderson


Fugindo um pouco do habitual – pra mim, que são livros, na maioria, de fantástica – o livro Os Últimos Dias de Krypton, é uma Ficção Cientifica satisfatória, e mais do que isso ela é uma leitura auxiliar obrigatória pra qualquer fã do Super Homem! A estória se passa logo antes do colapso de Krypton, e mostra principalmente o romance entre Jor-El e Lara, os pais de nosso amado Kal-El, e o processo que levou a destruição de Krypton, as tentativas de Jor-El e de seu irmão Zor-El de salvar o seu planeta, e a estupidez dos governantes em ajudar a destruí-lo, seja passiva ou ativamente...
Um sol vermelho e fraco ilumina os céus de Krypton, Rao, que já começa a dar sinais de declínio, pressões no núcleo do planeta, invasões alienígenas, meteoros apocalípticos, governantes morosos, corruptos, e que só se importam com o seu próprio poder – ops! – isso é um pouco do que compõe Krypton, um planeta que vive com medo de uma guerra interna, e de ser descoberto pela comunidade intergaláctica – me sei se isto esta certo, mas acho que vocês entendem a ideia -  e que passa por um período de estagnação, nada de novo pode ser produzido, nada de novo pode ser descoberto.
Aliás, dentre todos estes conflitos, gostaria de dar ênfase a um, que é a invasão de Braininac, e o sequestro de Kandor, a cidade capital de Krypton, pois nela conhecemos dois personagens que futuramente irão se tornar inimigos do nosso rapaz de capa vermelha – e que usa(va) a cueca do lado errado da calça – Clark  Kent, fora Brainiac que é o responsável pelo sumiço de Kandor, nessa parte do livro Zod toma conta da situação, e logo em seguida se intitula General Zod, o todo poderoso manda chuva de Krypton, é claro, não por muito tempo, Jor-El e os outros, preocupados em manter os “estilo” de governo de Krypton, logo dão um jeito de tirar o tirano psicopata do poder.
Mas esse ainda não é o fim da estória, pra saber mais sobre o planeta, e saber os motivos que levaram Jor-El e Lara a enviar seu filhinho para a Terra, e conhecer o real motivo da destruição de Krypton só lendo o livro, a leitura é fácil, é gostosa, e só me fez chorar nas ultimas 33 paginas!