domingo, 21 de abril de 2013

Kill All Enemies – Melvin Burgess


Hipnotizante e divertido do início ao fim, "Kill All Enemies" nos apresenta três heróis dos mais reais e simpáticos que nos mostram que nem tudo o que parece é, e que passam por maus aos bocados pra isso.
Billie, Rob e Chris são os principais personagens dessa história que não tem bicho falante ou espada mágica, mas que é fantástica pelo ingrediente mais importante nesses volumes: a coragem. Não é de hoje e nem é raro, crianças que passam por situações horríveis por causa de adultos ou de fatores que estão fora do controle delas, muitas acabam mau por causa disso, afinal são impostas dificuldades que não condizem com a capacidade deles no momento. E é isso que acontece com essas três crianças: Billie que enfrenta problemas há algum tempo, por causa da sua mãe – principalmente do alcoolismo dela; Rob que tem problemas por causa de certa instabilidade familiar causada por um padrasto um tanto inadequado – e violento; e Chris que aparentemente tem tudo, menos é claro a atenção dos pais – não aquele papo furado de dizer bom dia e boa noite e achar que resolvem os problemas ou de delegar a outros a função de cuidar dos filhos. Durante o livro é possível acompanhar o amadurecimento de Billie, Rob e Chris e as soluções que eles dão aos seus problemas – muitas vezes controversas – e também a origem deles. É triste ver que não é só no mundo dos livros que acontecem coisas como essas, eu conheço muitas pessoas que também passaram por muitos desses problemas que os personagens enfrentam e que superaram ou não eles.
O livro é extremamente divertido, os três personagens principais nos apresentam a sua visão particular daquilo que acontece a elas, e existem vários momentos de tensão durante a história, e é claro, há a batalha épica – leiam e confiram, é realmente divertido imaginar essa “guerra”.

*Agradecimentos especiais a L&PM por sortear o livro, e ao meu tio Gabriel por colaborar com os "genes sortudos" da família.