sábado, 24 de janeiro de 2015

Como água para chocolate – Laura Esquivel

  O que dizer deste livro? Delicioso, intenso, romântico entre outras coisas!!!! SIM! Sou apaixonada por esse livro e pelo filme, desde criança!
  O livro narra a história de Tita, filha mais nova, de três irmãs, de uma família matriarcal, que tem sua vida marcada por um amor proibido e receitas, sua vida se passa na cozinha, é nela que Tita se sente confortável e feliz, na maior parte do tempo.
  Cada capítulo corresponde a um mês do ano e tem sua receita correspondente. A narrativa do livro começa com o nascimento de Tita, na cozinha, e como ela cresce em meio aos sabores e aromas presentes nesta, e sua relação próxima com a cozinheira da casa, posto que vem a assumir mais tarde com a morta da mesma.
  Em dado momento Tita conhece Pedro, e acabam se apaixonando, este pede sua mão em casamento, mas a mãe recusa e oferece a filha mais velha, Rosaura, pois Tita somente poderá se casar após a morte da mãe, até lá é dever dela cuidar da mãe. Como é de se esperar Pedro e Rosaura se casam, mas o amor dele por Tita permanece e daí aparecem alguns conflitos com a mãe de Tita, Rosaura, com Pedro e com ela mesma.
Mas porque essa história é diferente das demais? Além de ter a cozinha como parte importante, diria até que como personagem da história, ao cozinhar Tita passa seus sentimentos para os pratos que cozinha e quem os come, passa a sentir o mesmo que ela sentia ao cozinhar ou a expressar seus desejos, isso foi marcante para mim desde a primeira vez que vi o filme e ficou mais forte ao ler o livro.
  Quanto as diferenças entre livro e filme, como de se esperar o livro é mais completo que o filme; o narrador de cada um é diferente, no livro o narrador é onipresente, já no filme uma personagem narra a história; o filme é mais condensado e as receitas não são tão marcantes quanto no livro.
  Para dar um gostinho do filme, lançado em 1992, segue o trailer (no youtube você pode encontrar o filme completo) e para quem quiser ler tem a versão digital na internet e a versão importada em espanhol (a que eu li) na Livraria Cultura (onde comprei a minha edição), a versão traduzida acredito que deva ter em sebos.